Boleto sem Registro: Proibição a partir de 2018

Modalidade de boletos sem registro, com fim anunciado no início de 2017, passará a ser proibida a partir de janeiro de 2018.



A partir de 1º de janeiro de 2018 será proibida a utilização de boleto sem registro na Nova Plataforma de Boletos da Febraban (Federação Brasileira dos Bancos).


A base centralizadora de títulos teve início em janeiro de 2017, quando o boleto sem registro passou a ser permitido apenas para pagamento direto no banco emissor. Porém, apenas no início do próximo ano que o boleto sem registro passará a ser proibido. O projeto foi iniciado a fim de trazer mais segurança e reduzir prejuízos gerados por fraudes de boleto.


A diferença entre os dois tipos de boleto bancário é a cobrança de taxas bancárias em caso de não pagamento do boleto registrado, mesmo quando o cliente final desistir da compra, sendo cobrada outra taxa para declarar a desistência e finalizar o boleto.


Apesar disso, existem várias vantagens na modalidade de boleto com registro, como gestão da carteira, ou seja, controle sobre quem efetuou o pagamento, o produto e a data; conciliação e relatórios de gestão; segurança; entrega eletrônica por meio do DDA (Débito Direto Autorizado); uso dos boletos como lastro em operações de crédito e maior comodidade, permitindo o pagamento vencido pela atualização do boleto no site do banco emissor ou em qualquer banco pelo DDA.


Faça a baixa de títulos automaticamente!

O Sistema ERP ER2 da Soft-it tem a solução completa para a sua empresa, integrando sua cobrança através do padrão CNAB.


Ligue para (11) 3090-3570 ou envie um email para comercial@soft-it.com.br para saber mais.

#BoletoSemRegistro #Proibição

São Paulo - SP - Brasil
Segunda a sexta das 8h às 17h

© por Soft-it Tecnologia Ltda.

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone LinkedIn
  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Twitter Ícone